quarta-feira, 26 de abril de 2017

Prefeito de Carnaíba acusado de proteger "fantasma"


O prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), que ocupava um cargo de assessoramento na Casa Civil do Governo do Estado, não abriu mão dos R$ 7 mil que embolsava, tendo indicado para o seu lugar, em junho do ano passado, quando foi obrigado a se afastar para entrar na disputa municipal, o ex-vereador José Jesus de Souza Bezerra, conhecido como “Calango”, na foto ao lado. Na condição de uma espécie de “laranja”, “Calango” virou um verdadeiro servidor fantasma da Casa Civil. Quando Anchieta tomou posse, em janeiro deste ano, o nomeou diretor de Esportes em Carnaíba. 

Vereadores que integraram o bloco de oposição na Câmara de Carnaíba enviaram ao blog cópias de contracheques comprovando que aliado do prefeito, mesmo tendo virado integrante do segundo escalão municipal, acumulou o salário da Casa Civil como assessor fantasma da Casa Civil, no valor de R$ 7 mil, até janeiro. “Calango recebeu mensalmente salários do Governo do Estado, mesmo não dando expediente na capital pernambucana, haja vista que no mesmo período participou efetivamente da campanha de Anchieta Patriota para prefeito de Carnaíba, sendo ainda cabo eleitoral de Victor Patriota, candidato a vereador, filho do prefeito", garante o presidente da Câmara, Neudo da Itã (PSB).

Segundo ele, além da chegada do "laranja" ter coincidido com a saída de Patriota da Secretaria da Casa Civil ainda acumulou salários do Governo de Pernambuco e da Prefeitura de Carnaíba em janeiro deste ano, ultrapassando R$ 8 mil. "Exonerado pelo governador no fim de janeiro, o ex-vereador ainda recebeu em fevereiro valores referentes a gratificação natalina”, acrescenta o parlamentar

Postar um comentário