segunda-feira, 3 de abril de 2017

Semana começa com um gostinho amargo para Governador

Mata Sul 360°




Semana começa com gosto de derrota para o PSB

Duas coisas contribuíram para que a semana do PSB de Paulo Câmara começasse péssima. A primeira: A pesquisa do Instituto Maurício de Nassau mostra que o governador é rejeitado por 74% da população, e que apenas 6% votariam em Paulo Câmara para reeleição. A segunda: A vitória de Célia Sales (PTB) em Ipojuca, vencendo nada mais, nada menos que o sogro de João Campos, filho de Eduardo, o até então Carlinhos. Não adiantou mudar o nome, o povo derrotou o PSDB junto com o PSB em Ipojuca. 

Lógico e claro que Carlos Santana tem mais a ver com PSB que com o PSDB. A sua esposa mesmo, é deputada estadual pelo PSB na Assembleia. No entanto, a derrotada deles em Ipojuca é mal pressentimento para o Palácio que de todas as grandes cidades de Pernambuco, só pode comemorar apenas em Recife, e no segundo turno. Lamentável!

Mas, o que falta para Paulo e o PSB? "Nascer de novo" pode ser a grande resposta. Paulo está num péssimo momento, em que sequer tem o direito de ir em uma cidade pedir votos para um candidato seu. Alguém viu Paulo Câmara em Caruaru? O viu em Jaboatão? Em Ipojuca? Não! Ele apenas foi em Recife e Olinda. Muitos candidatos a prefeito sequer colocaram suas imagens atreladas ao do Governador tamanha é a sua rejeição no estado.

Isso porém, ainda não nos dá o direito de dizer quem ganha e quem perde. Mas, no  momento atual, a água corre para o Senador Armando Monteiro, líder do PTB. Recall eleitoral de 2014? Sim; tanto que apareceu liderando a pesquisa do Instituto Maurício de Nassau com 22%. Entretanto, deve-se tirar o chapéu para o senador! Ele está impecável nas alianças eleitorais no estado. Tanto, que chegou a ser chamado por um repórter em Ipojuca de "dedo mágico".

Ainda temos muito chão para 2018, e muita coisa tende a acontecer daqui para lá. E se Armando Monteiro souber fazer uma aliança firme e forte no estado, não tem prefeitos, políticos, ou força humana que o impeça de um grande sucesso eleitoral


Postar um comentário