quinta-feira, 6 de abril de 2017

Taxistas preparam carreata para receber Silvio Costa, após aprovação de projeto



Sindicato da categoria organiza uma festa no aeroporto para saudar o parlamentar, na volta de Brasília. Emendas ao projeto praticamente inviabilizam o Uber

Deputado Silvio Costa é um dos articuladores da candidatura de André Figueiredo (PDT)Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


A aprovação pela Câmara dos Deputados do projeto de lei que regulamenta os aplicativos de transporte individual privado pago, como o Uber, terá uma manifestação inusitada no Recife, nesta quinta-feira (6). O Sindicato dos Taxistas (Sinditáxi-PE) está preparando uma grande festa e uma carreata para receber no aeroporto o deputado federal Silvio Costa (PTdoB), que fez crítica inflamada contra o Uber, chegando a bradar que o aplicativo é um “serviço pirata”.

De acordo com o presidente do Sinditáxi, Everaldo Menezes, Silvio acolheu parte da categoria “em seu gabinete (em Brasília)” e fez uma “brilhante defesa dos taxistas no plenário”.

“Amanhã (quinta, 6), às 13h, quando o deputado chegar de Brasília, vamos fazer uma homenagem no Aeroporto. Já falei com a CTTU avisando sobre a carreata. Esperamos muita gente participando”, afirmou Menezes.

Se pra Silvio Costa eles fazem festa, na outra ponta eles condenam a postura do também deputado federal Daniel Coelho. Relator da proposta na Câmara, Daniel defendeu a regulamentação dos aplicativos e condenou as emendas feitas à proposta.

“A crítica ao projeto partiu de Daniel (Coelho), que não é de hoje que apoia os aplicativos. Mas entendemos que o projeto vai, sim, beneficiar os taxistas porque vai trazer uma regulamentação para os aplicativos. Era o que estava faltando”, completou Everaldo Menezes, do Sinditáxi.

Após a votação, Daniel Coelho disse esperar que o Senado reveja as emendas que praticamente inviabiliza o Uber.

“Acho que tem condição sim de reverter. Não acredito que o Senado vá dar prosseguimento à aberração em que se tornou o texto. Nós tínhamos feito o relatório criando a regulamentação e repassando para os municípios os municípios os detalhes. O movimento que foi feito pelo PT ontem de tentar inviabilizar o funcionamento dos aplicativos transforma o texto numa coisa impossível de ser sancionada. Então, esperamos que o Senado modifique e o projeto retorne à Câmara”.

Se Daniel é criticado pelos taxistas, os motoristas do aplicativo aplaudiram a postura do parlamentar.

Nas eleições do ano passado, Daniel teve o apoio de associações de motoristas dos aplicativos, entre elas, a Associação dos Motoristas Autônomos de Transporte Individual Privado de Passageiros (Amatipe). “O pessoal (a categoria) ficou muito preocupado, mas a gente tem uma esperança de que isso seja revertido”, declarou o presidente da Amatipe, Júnior Carvalho

Postar um comentário