sexta-feira, 12 de maio de 2017

Chevrolet Onix é reprovado em teste de segurança



A Proteste pretende pedir a suspensão das vendas do modelo


Estadão Conteúdo



A associação de defesa dos consumidores Proteste, que atua em parceria com a Latin NCAP, informou que irá pedir a retirada do Onix do mercado brasileiro, já que ele não oferece níveis mínimos de segurança aos ocupantes
Foto: Divulgação

Em teste realizado pelo Latin NCAP, órgão independente que mede a segurança dos carros vendidos na América Latina, o Chevrolet Onix, modelo mais vendido no Brasil, foi considerado inseguro aos ocupantes. A Proteste pretende pedir a suspensão das vendas do modelo.


O compacto foi reprovado no teste de colisão lateral por não ter airbags laterais ou outros dispositivos de absorção de energia, a não ser as barras laterais.

Com isso, o Onix não recebeu nenhuma estrela na proteção do ocupante adulto, numa classificação que estabelece até cinco estrelas. Em relação ao passageiro infantil (na cadeirinha) foram dadas três estrelas, o que significa proteção aceitável.

Segundo nota do NCAP, o modelo fabricado em Gravataí (RS), "mostrou desempenho pobre, já que o teste evidenciou compressão alta no peito do passageiro adulto, divulgando uma alta penetração na estrutura".

O hatch tinha classificação três estrelas no teste de colisão frontal realizado em 2014, mas perdeu a classificação após o novo teste que incluiu o impacto lateral, conforme novo protocolo adotado no ano passado pela Latin NCAP. "O Onix não passaria nos requerimentos básicos da regulação para impacto lateral das Nações Unidas", informou o órgão.

A associação de defesa dos consumidores Proteste, que atua em parceria com a Latin NCAP, informou que irá pedir a retirada do Onix do mercado brasileiro, já que ele não oferece níveis mínimos de segurança aos ocupantes. De acordo com a entidade, mesmo que o modelo tivesse airbags laterais o resultado seria ruim por causa da fragilidade da estrutura do carro.


Para a Proteste, os resultados do modelo são "uma ofensa à inteligência do consumidor da General Motors, que afirma que o Onix é baseado numa plataforma global, não tenha tido êxito na versão avaliada pelo Latin NCAP".

Requisitos cumpridos

A GM informou, em nota, que o Onix cumpre integralmente com todos os requisitos locais de segurança dos mercados onde é vendido, na América do Sul.

A montadora também disse que busca a melhoria contínua da segurança dos veículos à medida em que novas tecnologias se tornem disponíveis.

"Combinado com airbags duplos e freios ABS com distribuição eletrônica de força de frenagem, acreditamos que o Onix é um dos veículos mais seguros em seu segmento, que é apenas uma das razões de ser o veículo mais vendido na América do Sul", afirmou a GM na nota.

O sedã Kia Rio, fabricado na Coreia e previsto para ser exportado ao Brasil a partir de 2018, também foi reprovado no mesmo teste ao não receber nenhuma estrela para a proteção do passageiro adulto e apenas uma estrela em relação à proteção do ocupante infantil. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Postar um comentário