quinta-feira, 11 de maio de 2017

Entenda o esquema da quadrilha presa ontem em Garanhuns

Vereador e tenente da PM faziam parte de quadrilha de roubo de cargas


Mais de 20 pessoas integravam a quadrilha que contava com a participação de seis detentos

  Por Gabriela Flores e Fillipe Lima*

Material apreendido

Após operação iniciada na madrugada de ontem, para desarticular uma quadrilha interestadual envolvida com roubo e tráfico de drogas, a cúpula da Segurança Pública realizou na tarde desta quinta-feira, dia 11, uma coletiva à imprensa para apresentar os resultados.

Entre os presos está o vereador de Garanhuns Mário dos Santos Campos Júnior (conhecido como Marinho da Estiva), o tenente da PM de Pernambuco Djoou Silva de Carvalho, a assessora parlamentar do vereador e também Luciana Ferro da Silva Camilo, é esposa do líder da quadrilha identificado como Cícero dos Santos Camilo.

O esquema

Cícero dos Santos, líder da quadrilha é um empresário consolidado na região de Garanhuns e com fortes ligações políticas. Já o vereador Mário dos Santos cuidava do depósito dos produtos e também ajudava na venda dessas mercadorias.

Para também ajudar a esconder os produtos do roubo, o Tenente Djoou, usava sua influência militar e ainda praticava os roubos.

A esposa do líder, Luciana Camilo cuidava da contabilidade que também tinha parte destinada para financiar a campanha do vereador.

Material apreendido

Com o grupo foram apreendidas sete armas de fogo, seis revólveres, uma espingarda 12 e munições inclusive para fuzil.  Também foram arrestados R$ 7.500 em dinheiro e aproximadamente um milhão de reais em cheques.      

“Os alvos, considerados de grande periculosidade, agiam nos estados de Alagoas, Bahia, Paraíba, Pernambuco e Sergipe, “porém cerca de 90% dos integrantes são pernambucanos”, afirmou o delegado Guilherme Iusten.

Onde agiam

Os locais de maior atuação das quadrilhas são as BRs, principalmente a 101 e os tipos de cargas que a quadrilha roubava era de produtos alimentícios, pneus e cosméticos.

Segundo o secretário de Segurança, Coronel Lima Rocha “há dois galpões em Garanhuns que estão lacrados e a mercadoria dentro deles soma aproximadamente R$ 10 milhões em cada galpão”.

Os presos

Também foram presos Bruno José da Silva Filho, Augusto Lucas Pinto Gomes, Ivan Patrick Teixeira de Souza, Jean Pierre Maldini da Silva, que já tinha mandado de prisão e é acusado de roubo de cargas em vários estados, Ronaldo Luiz, José Ildesson Gomes de Albuquerque, Cícero Maurício Alves, João Paulo dos Santos e Leandro Aristides Bento.

Os integrantes da quadrilha que agiam de dentro do Sistema Prisional são Jefferson Ricardo de Oliveira Santos, Gilson Barbosa Xavier, Adevanilson Pereira da Silva, Erlan de Araújo Novaes, Paulo César Pereira de Araújo, José Ademilton de Oliveira Constantino.

O delegado Mário Jorge destacou o trabalho conjunto entre a PM e  PC e disse: que “o roubo de carga é um tipo de crime muito organizado, más missão que nos foi dada pelo secretário de Segurança foi para tirar das ruas essas organizações criminosas e não só a apreensão da carga roubada".

As investigações que contaram com policiais de Alagoas e Pernambuco e foram iniciadas há quatro meses pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) e a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), por meio da Delegacia de Roubo de Cargas.

Além dos presos, a SSP ainda confirmou a participação de sete detentos do sistema prisional pernambucano que agiam de dentro do presídio. Além destes, o secretário Lima Júnior informou ainda que mais três mandados de prisão ainda estão em aberto e que devem ser cumpridos nos próximos dias.

A operação foi coordenada pelos delegados Mário Jorge Barros (diretor da Deic) e Guilherme Iusten , da Delegacia de Roubo de Cargas.

*Estagiário

Cada Minuto

Postar um comentário