terça-feira, 9 de maio de 2017

PF revela que suspeito preso por assalto a banco no Recife é homem que usava uniforme de vigilante





Homem apontado pela PF ao participar de assalto a banco usava farda de empresa de segurança foi preso pela Polícia MIlitar no Recife (Foto: Ascom/PF)

A Polícia Federal em Pernambuco revelou, na manhã desta terça-feira (9), que o suspeito preso por participação no assalto a uma agência bancária, na sexta-feira (5), na Zona Norte do Recife, é a pessoa que usava um fardamento de uma empresa de segurança privada. Segundo a PF, a captura foi feita a partir de informações repassadas pela população, que reconheceu o homem a partir das imagens do circuito interno de segurança divulgadas na segunda-feira (8).A Polícia Federal em Pernambuco revelou, na manhã desta terça-feira (9), que o suspeito preso por participação no assalto a uma agência bancária, na sexta-feira (5), na Zona Norte do Recife, é a pessoa que usava um fardamento de uma empresa de segurança privada. Segundo a PF, a captura foi feita a partir de informações repassadas pela população, que reconheceu o homem a partir das imagens do circuito interno de segurança divulgadas na segunda-feira (8).

O suspeito foi detido em casa, no bairro de Água Fria, na Zona Norte, no início da tarde de segunda-feira. Na sexta, ele e mais quatro homens participaram da ação na agência da Caixa Econômica Federal, no Espinheiro, na mesma região da cidade.

Com ele, os policiais militares da Radiopatrulha encontraram um revólver calibre 38, roubado de um dos seguranças do banco. Os PMs também recolheram projéteis, uma balança para pesar drogas e maconha. 

A PF informou que o suspeito confessou a participação na investida criminosa. Aos agentes federais, ele disse que o dinheiro roubado foi dividido igualmente entre todos os integrantes da quadrilha. Relatou também que gastou tudo com pagamento de dívidas.

Na organização, seu papel era recolher o dinheiro dos terminais de atendimento e colocar em uma bolsa. Alegou, ainda, ter participado pela primeira vez de um crime.

Depois da captura, os PMs levaram o home para a sede da Polícia Federal, no Cais do Apolo, na área central do Recife. Ele foi autuado por receptação, tráfico de drogas e posse ilegal de arma. Caso seja condenado, poderá pegar mais de 30 anos de prisão.

Ele se submeteu a um exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), na área central da capital pernambucana, e seguiu para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana.

Fonte: G1 Pernambuco

Postar um comentário