quarta-feira, 3 de maio de 2017

TCE julga irregulares contratações temporárias feitas pela Prefeitura de Angelim



Segundo o TCE, o ex-prefeito Marco Antônio foi notificado, mas não apresentou defesa que justificasse as contratações, sendo multado em R$ 8 mil.

Por G1 Caruaru

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE), julgou ilegais nesta terça-feira (2), 105 contratações temporárias realizadas em 2015 pela Prefeitura de Angelim, no Agreste de Pernambuco. Na época, o prefeito da cidade era Marco Antônio Leal Calado.


Em seu voto, a relatora do processo, conselheira Teresa Duere, afirmou que as contratações foram feitas sem fundamentação e que o processo, realizado sem seleção pública, afrontou os princípios da impessoalidade.


Segundo o TCE, o ex-prefeito Marco Antônio foi notificado, mas não apresentou defesa que justificasse as contratações, sendo multado em R$ 8 mil


Postar um comentário