quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Oposição promete mais três eventos contra Paulo Câmara e tenta estimular defecções

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

jamildo

No final do evento no Paço Alfândega, no Recife Antigo, os líderes da oposição informaram que vão realizar ao menos mais três eventos contra a gestão Paulo Câmara, a partir do próximo ano e antes de definir o nome do candidato ao governo do Estado.

O primeiro a fazer o convite foi o senador Fernando Bezerra Coelho, do PMDB, chamando um encontro semelhante para a cidade de Petrolina, no Sertão do São Francisco. O ato será no dia 27 de janeiro.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que, além de Petrolina já em janeiro, haverá um segundo evento em Caruaru na segunda quinzena de fevereiro e um terceiro na Zona da Mata, em março.

“Muitas forças virão, este é o começo da caminhada”, afirmou Mendonça.

“Quem quiser vir (para o palanque das oposições) vai ser muito bem vindo”, disse o senador Armando Monteiro Neto, do PTB.

Já o ex-ministro das Cidades, Bruno Araújo, do PSDB, disse que o palácio promovia ameaças. “Muitas forças foram ameaçadas para não vir”, disse.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, também reclamou. “No Palácio do Campo das Princesas, eles dizem que, quem for para a oposição, vai viver as consequências”.

No evento, ao menos um aliado de Paulo Câmara não teve receio algum de mostrar a cara. O vereador Flávio do Fórum, do PSB, não declarou voto em nenhum dos postulantes da oposição, mas disse que não votaria em Paulo Câmara de jeito algum, mesmo sendo formalmente aliado no PSB.

“O Cabo não tem motivo para votar em Paulo Câmara. Não tem obra alguma. Ele foi lá uma ou duas vezes, prometeu, mas não cumpriu. Não tem serviço pelo Cabo, dai a população ter este sentimento de mudança. Eu digo isto porque estou na ponta, com a população. O Cabo foi abandonado, não tem a UPA prometida para Ponte dos Carvalho, não tem o corpo de bombeiros, não tem o batalhão de polícia”, disse. “E pelo que eu sei o prefeito Lula Cabral não está satisfeito também não”, disse, no evento.

Durante o encontro das oposições ao governo do PSB em Pernambuco, que reuniu o PTB, DEM, PSDB, PRB, Podemos, PV e PRTB, o deputado Silvio Costa Filho (PRB) defendeu a realização de um debate de ideias e de propostas para mudar os rumos de Pernambuco.

“O momento é de discutir conteúdo, não adianta faze o debate de nomes. O que precisamos é construir um novo pacto político em Pernambuco para viabilizar uma nova agenda para o Estado, capaz de resgatar nossas conquistas de ontem e recolocar Pernambuco no caminho do desenvolvimento econômico e social”, disse o parlamentar.

Líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, Silvio disse acreditar que é possível resgatar o papel de liderança do Estado, trilhar o caminho do desenvolvimento sustentável com foco, sempre, no bem estar social.

“Governar é eleger prioridades. E essas prioridades no nosso ponto de vista devem ser os serviços prestados à população e a mehoria da qualidade de vida do povo pernambucano. Infelizmente, o governo Paulo Câmara abandonou esse caminho”, destacou.

Para o deputado, é importante intesificar o debate com todas as forças de oposição à gestão Paulo Câmara.

“Pernambuco quer mudar, por isso precisamos avaliar com todas as forças da oposição qual o melhor caminho para construir o futuro de Pernambuco”, defendeu.

Postar um comentário