sexta-feira, 16 de março de 2018

Deputados trocam de partido mais não de lado



Por Inaldo Sampaio


Deputados estaduais e federais têm até o dia 7 de abril para trocarem de partido sem risco de perda do mandato por infidelidade partidária. O deputado federal Marinaldo Rosendo deu o pontapé. Saiu do PSB e se filiou ao PP. Já seu colega de bancada João Fernando Coutinho trocou o PSB pelo PROS. Severino Ninho e Gonzaga Patriota também vão sair do PSB, mas ainda não sabem para onde ir. Só sabem que não irão para partidos de oposição ao governo Paulo Câmara.


O deputado Cadoca, que está sem partido, é outro que ainda não sabe para onde irá e Daniel Coelho vai trocar o PSDB pelo PPS. O troca-troca também já teve início na Assembleia Legislativa, porém com menos intensidade. Há 12 deputados interessados em mudar de partido em busca de sobrevivência eleitoral. O primeiro a consumar a mudança foi Jadeval de Lima, que saiu do PDT e se filiou ao PMN. O próximo será Álvaro Porto, que vai sair do PSD e retornar ao PTB. Os outros continuam fazendo contas para ver por qual partido será mais fácil a reeleição.


Estão nesse barco João Eudes (PRP), Vinicius Labanca (PSB) e Marco Antônio Dourado (PSB), para citar apenas esses três. Até o final da “janela”, ainda haverá muito troca-troca, porém os “lados” continuam os mesmos. Quem é do governo continuará sendo, e quem é da oposição, idem


Postar um comentário